A definição mais aceita para desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro.
Essa definição surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objetivos: o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental.

As ações da REDERESÍDUOS tem impacto global e universalmente aplicáveis, alinhado com os objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS), nos âmbitos regional, local e internamente nas organizações

Considerando:

  • Pessoas: promoção de trabalho e renda nas cooperativas de reciclagem.
  • Planeta: promoção da compostagem de resíduos orgânicos, responsabilidade compartilhada na gestão e destinação dos resíduos.
  • Parcerias: promove a construção de ecossistemas de gestão de resíduos.
  • Prosperidade: promove a economia circular.
  • Paz: reduz as controvérsias na gestão de resíduos e promove a responsabilidade compartilhada.


Também endereça alguns objetivos de Desenvolvimento Sustentável:

  • Pobreza: viabiliza a remuneração e gestão das cooperativas de reciclagem.
  • Fome: viabiliza a compostagem de resíduos orgânicos e sua transformação em adubo.
  • Vida saudável e o bem-estar: minimiza os resíduos no meio ambiente.
  • Educação: promove a responsabilidade compartilhada na gestão e destinação dos resíduos.
  • Água: reduz a contaminação com chorume e descarte inadequado de polímeros.
  • Energia: reduz custos utilizando recicláveis na cadeia de produção.
  • Crescimento econômico: promove a economia circular.
  • Construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva.
  • Cidades: melhora o ambiente e a paisagem com a mitigação do descarte inadequado dos resíduos.
  • Consumo e produção sustentável: promove a economia circular.
  • Mudança do clima: reduz a emissão de GEE e de carbono.
  • Oceanos: mitiga o descarte inadequado de resíduos.
  • Florestas: promove o reaproveitamento de madeira.

Referências

ODS - Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

NOVA ECONOMIA: QUEM VAI PROSPERAR? - Paulo Durval Branco e Aron Belinky 

ISO 2600

RELATÓRIO BRUNDTLAND

Cidades inteligentes são territórios caracterizados pela alta capacidade de aprendizado e inovação, que já é embutida na criatividade de sua população, suas instituições de geração de conhecimento, e sua infraestrututura digital para comunicação e gestão do conhecimento. A característica de uma cidade inteligente é o grande desempenho no campo da inovação, pois a inovação e a solução de novos problemas são recursos distintivos da inteligência.